Psicodélica


Cefalexina e Nimesulida
fevereiro 2, 2009, 1:23 pm
Filed under: Uncategorized | Tags: ,

pustula2

Eis que nossas dores são como pequenas pústulas em nossas peles. Sequer tomamos parte de quando se aloja em nosso corpo, através de algum estranho elemento viral. Só nos damos conta que está presente quando já pulsa viva na epiderme, secretando líquidos pútridos, expondo nossa carne ao mundo. Destruindo tanto tecido quanto paz.

Curamo-na com a nossa vã ciência, entupimo-nos de drogas, agimos profililaticamente, tentando em vão separar causa e coisa. Fútil, pois logo renasce numa outra junta qualquer. Troca-se de poro capilar, mas a dor ainda é a mesma.

E, sabemos, é uma doença sazonal. Ela voltará um dia, atacará nossa delicada derme, apenas para mais uma vez sumir sem explicação, deixando para trás as marcas que odiaremos quando nús, defronte o espelho que nunca nos mente, e esconderemos com vergonha sob a nossa roupa quando próximos aos nossos pares, que escondem marcas semelhantes, e com similar ardor, escondem-nas do mundo. Todos escondemos nossas marcas.

E ficamos nessa expectativa, de quando ela vai voltar…

Anúncios

2 Comentários so far
Deixe um comentário

putz…
eu tenho umas marcas dessas…=x

Comentário por Ariane

Mesmo que eu tivesse, não revelaria 😛

Comentário por Tâmara




Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: