Psicodélica


Avulsidades XIV
outubro 24, 2008, 9:44 pm
Filed under: Uncategorized

Eis que, ao ir em uma loja de eletrônicos, meu pai pede à atendente gostosa por um Fone Bluetooth. A gostosa então começa a digitar no sistema de busca da loja para ver se havia o item requisitado:

B… L… O… U… T… U… hmm…. F…

Uma colega – não tão gostosa – corrigiu-a um pouco antes de eu furar meus olhos com uma caneta.

***

Leticia Daumec comentou aqui no blog. Não lembrei imediatamente do nome, mas lendo o comentário descobri que é a concorrente do concurso MELHOR BLOG PARAENSE (Relâmpagos). Veja bem, não temos muito o que falar, mas poderíamos SUBLINHAR algumas passagens interessantes do comentário. Vejamos:

“Aparentemente, a aprendiz de poeta anda comprando votos…(…)”

Oi, aprendiz. Tão falando mal de você. Sugerimos que fale do problema dermatológico que a Letícia tem em uma região que, por motivos legais, não podemos citar*. Sinceramente, essa falta de sensibilidade esportiva da maioria dos paraenses me enoja. Fikdica.

*Sugestão de resposta pra poetinha:

Lê, Lê, lê

lê, e só faz cumé

lê, lê, lê

Só lê, e num sabi iscrever

Lê, Lê, Lê

Só sabe cumê, e fingir escrever

Ai depois você coloca uma estrofe inteira de auto-piedade e o quanto você odeia não ter transando ainda. E ser for possível, corte os pulsos logo em seguida – ou as mãos pelo menos. Isso já pouparia-nos do seu blog.

“(…)Acho que o “gorda” só pode ser uma manifestação artística do seu espírito-de-porco-mau-perdedor que existe dentro de todos nós, porque eu estou muito bem com o meu peso (mentira. mas eu tinha que me defender)(…)”

Não sabia se você era gorda por que não “liberasses pra nóis“, mas eu tinha certeza que se eu deixasse uma isca apetitosa como essa, não tardaria para uma gordinha escondida por meio quilo de panos do shopping morderia com tanto afinco. Não podemos fazer nada a respeito, a não ser esperar uma foto sua em boa resolução trajando algum modelito (algo como “nada”) que permirta a nossa equipe de nutricionistas avaliar sua massa corpórea e lhe sugerir uma dieta.

“(…)Talvez se tu tivesses falado bem da santa (como eu), tivesses conseguido mais votos… Esse negócio de “exaltar o que é nosso” geralmente funciona…(…)”

Apesar de ter achado maravilhosa a sua idéia de usar um símbolo religioso da população para conseguir alguns votos (e se tornar a melhor blogueira do pará com isso) existe um problema nessa idéia: De todos aqueles votos na nossa categoria, você realmente acredita que alguem leu uma unica palavra? Não sei seus tios e tias, mas com certeza seus amigos que não leram.

Aliás, olhando agora, nem sabia que a votação tinha terminado. E aos vencedores, como prometido, entregamos o premio pela conquista do MAIOR PRÊMIO NA HISTORIA DA BLOGOSFERA PARAENSE, o maravilhoso:

…selo do campeão (note como o bonequinho já era meio rechonchudo. Sinais do destino).

UPDATE:

“Acabei de descobrir que talvez haja uma nova votação, e quero deixar claro que eu estava drogada quando escrevi o comentário acima.”

Adoro junkies, mas não adianta tentar agradar: Você ainda é fofinha </eufemismo>

***

Minha profunda amiga Thássia, que teve o desprazer de conviver comigo durante aquele horrendo período da adolescência (nem sei se acabou ainda, pra ser sincero), me mostrou um papiro no qual metade da turma do primeiro ano respondia à perguntas de caracter terrivelmente relevantes – para pessoas de 16 anos.

É um legado de como a minha “alta baixa-estima” se desenvolveu e também um atestado de como eu de fato merecia ter sido abortado pela minha mãe a muito tempo. Vejamos as mais relevantes:

1 – Qual seu nome completo? (Duh)

JRLC (Yeah, vocês não sabem)

3 – Qual a sua musica preferida?

Qualquer uma do Linkin Park (Especialmente “With You”)

Isso já seria o bastante para metade das pessoas que eu conheço ter enfiado uma agulha de crouchet no ventre de minha mãe quando eu tinha oito meses, mas é verdade, eu era um fã da boy band do new metal. E, sim, eu neste instante estou ouvindo With You. Pat Metheny me desprezaria tal Kenny G…? =~

Mas creio ainda estar melhor do que aqueles que responderam:

“Underneath Your Clothes!!!!!!!!!”

4 – Qual sua comida favorita?

Frango, arroz e farofa!

Wtf…!?

7 – Você tem namorado(a)?

Não, “I Still Haven’t Found, What I’m Looking For”

Eu acho que meu cérebro está sangrando… será que é por que estou tentando arranca-lo da minha caixa craniana, de tanta vergonha?

8 – Você é virgem? Perdeu como e com quem?

Depende…

SIM, eu era, e SIM, eu estava com vergonha de falar. LOSER! Sabe, eu era tolo e imaturo naquela época. Não sabia mentir, como as meninas de 16 anos que, apesar de sabidamente transarem com metade do quadro discente E docente do colégio, tinham o sangue-frio de escrever:

Sim, só perderei com 21

Fico me pergunta se ela queria dizer “com 21 anos” ou “com 21 caras”. Sabe como é, hímen resistente…

14 – Com quantos garotos(as) você já ficou?

Não conto!

Mas eu sim: NENHUM. LOSER!

17 – E qual é a pessoa que você tem mais raiva?

De Min

Finalmente uma resposta sensata.

22 – Com quem você queria ficar e não conseguiu?

Farol

Ah, uma das doces peculiaridades da vida, quando estamos no amanhecer de nossas sexualidade: As primeiras paixões. E essa tinha esse apelido por que ela não tinha olhos, mas dois faróis, que reluziam um azul, equiparavel apenas àquele dos céus, que parecia brilhar para mim e levava o meu navio a um porto seguro…

… ou para o meio dos recifes, como eu constatei depois. A garota meio que riu da minha cara ao convida-la pra ver um filme. Tarde demais para aquele pobre garoto, que já tinha escrito sua primeira letra e uma das suas primeiras composições no violão, ambas para ela. Não consigo rir da coisa toda. É uma dessas cicatrizes que nunca cicatrizam de fato.

Mas posso rir do destino final da menina que, desde a última vez que vi, trabalhava na Pizza Hut, seus olhos haviam perdido todo aquele brilho feroz d’outrora, eram agora dirigidos por uma vontade de sobreviver, de não passar fome. Eram os olhos de um robô. Seus cabelos, mais oleosos que os meus dreads, fedendo a pepperoni, presos numa toca higiênica, nem sequer lembravam do que antes me parecia um dourado digno dos salões de El Dorado.

Era somente um triste farol abandonado numa costa a muito abandonada pela maioria dos navios.

23 – De que pessoa (namorado(a)) você mais gostou de ficar?

LOSER!

26 – Aonde quer que seja sua primeira vez?

Qualquer lugar

Não só me entrego completamente, como também demonstro meu total desespero frente à minha virgindade. Céus, eu ainda não sei como é que eu não estuprei algum cachorro na rua naquele tempo!

45 – Você colocaria seus pais num asilo? Por que?

Não, não gasto grana com merda.

Ok, tenho que admitir que eu estou me cagando de rir dessa resposta – mas apesar de já denotar o meu desvio de caráter, isso só mostra uma tendencia muito engraçada minha naquela época: Eu era O revoltado, rebelde como as letras do Linkin Park. Urgh…

… can’t give up… now… got… to… resist…

***

Se eu continuar, estarei forçando o 5º aneurisma da semana. Por hoje, ficamos por aqui…

… por que ainda tem o caderno da 8º série. Se o do primeiro ano já é patético… imaginem…

(O autor cai, inconsciente, vitima de um aneurisma fulminante)

Anúncios

5 Comentários so far
Deixe um comentário

Sinto que [censurado pelo autor, que se acha no luxo de pedir uma resposta mais chique. Mas à quem interesse, leticia falou aqui que o autor é feio feito a besta e que o único que tem o poder para ela posar nua é o marco aurélio – por que blog de 15 acessos por decada é – e concordamos – muito ralezinho.

Agradecemos ao senhor por 5 anos de fraca visitação do blog.]

Comentário por Letícia Daumec

Mordeu a isca, mais uma vez.

E, não, você não tem o direito a resposta. Desde quando isto aqui é uma democracia? ;D

Comentário por psicodelic

tu és uma vergonha.
e eu gargalho, apenas. 😉

Comentário por larissa

Rapá… Quem é essa mosca putrefata que tá falando mal de ti?
Coitada… Burra ela, não?!

Cara… Eu ADOREI esse lance do caderno!
Eu já preenchi uns desses mas dei fim em todos eles!
Eram vergonhosos naquela época… Imagina agora!!
Eu ri PACAS disso aqui!!!

Já foste um cara normal (?!), né?!
HuAHUAhuAHuahAUHAuhaUHa!!

Eu te adoro, Riba-With-Dreads!!

Comentário por Léli

PS: Eu tava lendo o blog da tua concorrente…
Como essa mina é tosca, PQP!!
Quem diabos quer saber o que ela almoçou ou deixou de almoçar?
E eu que achava que o meu blog era tosco…
O dela é MUITÍSSIMO pior.
É a vida… ¬¬º

Comentário por Léli




Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: