Psicodélica


Youtube Youth
janeiro 23, 2008, 2:57 pm
Filed under: Outros | Tags: , ,

Não que eu esteja senil. Minhas juntas estão muito bem (obrigado) e minhas costas não estão encurvadas alem da minha habitual postura anti-ortopédica. Minha visão não deteriorou ao ponto de eu pegar o ônibus errado pra casa e meu cérebro resiste ainda – as duras custas.

Mas, ainda assim, eu não consigo evitar de dizer: A rapaziada de hoje tem uma sorte que eu não tive. Sim, eu não estou velho, mas de uma certa forma uma fase da minha vida na qual eu podia ter sido amplamente ajudado pelas recentes inovações, passou. E restam as sequelas. Que inovações, pergutam os leitores? Pois digo-lhes: Youtube!, como sugere o titulo, é do que falo neste post.

Na minha época de juventude, vigorosa como uma erva daninha, eu tentei desenhar mangá, que é aquele exagerado estilo japonês no qual os olhos são duas petecas esbugalhadas no rosto de um cidadão sem lábios. E, acreditem, eu comprava TUDO quanto era metódo de banca, macumba de feira, reza braba de igreja, QUALQUER COISA que pudesse trazer um minimo de esperança na melhora das minha habilidades no papel.

Até comprei aquele INFAME utilitário muito vendido para iludidos meninos da 4º série no qual você passava um apetrecho futuristico (feito de plástico vagabundo) por cima de um desenho pré-feito, e o mecanismo INDECIFRÁVEL da maquina fazia uma cópia exata do bagulho num papel adjacente.

Ou seja, eu era bem desesperado para desenhar de qualquer jeito.

E eu, de certa forma, acabei aprendendo. Na marra, de fato, mas aprendi a desenhar um rosto, um pouco de corpo, uma espadinha, etc… Aquelas malditas revistas de “Faça-o em 5 passos” não ofereciam acalento nenhum para a minha sede de instrução. É complicado resolver duvidas com um pedaço de papel que repete a mesma coisa pra sempre.

E assim fui crescendo, uma geração que não entendia o poder dos e-mails e que baixava videos a 1 kb/s por segundo.

E, hoje, levado por um leve guinar dos meus olhos, vi na pagina inicial do youtube um “How to Drawn an Face: Lesson 5”. Intrigado (e levado por uma leve nostálgia) assisti ao video, que levou meros 3 minutos pra carregar. Enquanto o cara ia pacientemente explicando como fazer um rosto eu ia seguindo calmamente as instruções, atendendo às proporções e medidas mostradas.

Claro, eu já sabia o que ignorar, o que não ignorar, como fazer um olho assim ou assado, mas eu me guiei pelo video e o resultado foi bem satisfatório:

sp_a0013.jpg

Ou seja, enquanto eu me matava, os cabrones de hoje podem simplesmente assistir um video “how-to-do-it” e ainda tem um link direto com o “professor”. E isso não vale só para desenhos mas tudo quanto é coisa. De música até algum dança tcheca underground você deve achar no youtube. É a era da difusão da informação, não existe como NÃO aprender algo esses dias. A informação está toda ai, para quem tiver a disposição de aprende-la.

Anúncios

1 Comentário so far
Deixe um comentário

Eu ainda tenho o desenho inacabado desse mesmo rapaz. Tá no meu fichário de “estudos a distância” da época que fazia UNAMA. Deu saudade de 2006. =)

Comentário por ulla




Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: